Quando se trata de proteção de ambiente físico, algumas empresas se preocupam em tomar diversas medidas importantes, como a contratação de empresa de bombeiro civil e instalação de alarmes com alto nível de segurança, por exemplo. Mas e o servidor? Como protegê-lo de ataques cibernéticos?

Tomar os devidos cuidados para proteger a parte de tecnologia da empresa é extremamente importante, afinal, ataques cibernéticos podem causar graves problemas, como o roubo de informações confidenciais, como dados financeiros, por exemplo.

Infelizmente, os ataques podem acontecer em seu servidor, mas existem algumas ações que podem minimizar esse risco. Quer saber quais são elas? Continue a leitura para conferir!  

Sugestões para proteger um servidor de ataques cibernéticos

Se você pesquisar sobre ataques cibernéticos em servidor, provavelmente, encontrará casos que aconteceram em grandes corporações, como: Facebook, Adobe e Uber. 

Inclusive, os ataques tiveram um aumento durante a pandemia de coronavírus, atingindo companhias elétricas. 

E, para que você possa reduzir a chance de hackers terem acesso ao servidor da sua empresa, aqui estão algumas sugestões que separamos. 

1. Instale menos software

A segurança cibernética é bastante difícil e você deve torná-la mais fácil ao instalar menos software. Menos programas, serviços e plugins significam menos coisas com que se preocupar.

Na terminologia da segurança cibernética, isso é chamado de redução do vetor de ataque. 

Faça a redução do seu vetor de ataque da seguinte forma: 

  • Começando com um sistema básico mínimo: não comece com um sistema operacional completo e “pesado”, prefira o mínimo possível e acompanhe as coisas que devem ser adicionadas.
  • Instale apenas o que você realmente precisa: faça a instalação de ferramentas, plugins, complementos e programas que você realmente precisa. Menos é mais!
  • Verifique as dependências das coisas que você instala: se você instalar qualquer coisa, certifique-se de verificar as dependências; um software pode requerer outro tipo de sistema – que você não necessariamente deseja. 

2. Feche todas as portas de rede e filtre aquelas que você não pode bloquear

Os firewalls são usados para filtrar o tráfego da rede e estão disponíveis como software de sistema padrão na maioria dos sistemas operacionais. Limite as aberturas que os hackers têm em seu servidor. 

A configuração do firewall deve: 

  • Adotar uma política padrão de bloqueio: a maioria dos sistemas operacionais permite tudo por padrão. Vire isso e bloqueie tudo, exceto o tipo de tráfego que você espera e precisa.
  • Verificar a entrada e saída: filtre o tráfego de rede de entrada e saída. Isso torna muito mais difícil para um hacker entrar (e sair – no caso do ataque cibernético ser bem-sucedido).
  • Filtrar portas abertas: proteja as portas de rede abertas filtrando o tráfego com base na origem (endereço IP) e/ou estado, permitindo que venha apenas de onde é esperado. 

3. Use autenticação de certificado ou chave no lugar de senhas

Se os logins baseados em senha forem permitidos, os hackers podem tentar acessar o servidor repetidamente. Com o avanço da computação, é fácil automatizar essa suposição, tentando combinação após combinação até que a senha correta seja encontrada. 

A autenticação segura deve ser feita da seguinte forma:

  • Use autenticação de chave SSH: uma chave SSH é muito mais longa do que uma senha normal e contém caracteres diferentes do que letras e números legíveis comuns. Isso resulta em mais combinações possíveis, tornando mais difícil para um invasor encontrar a chave certa. 
  • Limite a taxa de autenticação: artificialmente torna a verificação de senha ou chave mais lenta, reduzindo a velocidade de adivinhação automática.
  • Bloqueie adivinhação automática: exclua endereços IP se eles não conseguirem fazer o login. 

4. Verifique e atualize regularmente

A maioria dos ataques cibernéticos acontecem de forma automatizada atualmente, já que os bots estão constantemente varrendo todos os servidores e sites em busca de oportunidades de invasão. Ou seja, infelizmente, não é uma questão de se eles vão encontrar uma falha na segurança do seu servidor, mas quando. 

Cuide do seu servidor fazendo: 

  • Verificação de seus logs: possíveis problemas geralmente se tornam visíveis antes que qualquer coisa realmente ruim aconteça. Verifique os logs do servidor em busca de erros e anomalias; muitas vezes são os primeiros sinais de problemas.
  • Verificação de atualizações: usando o software em seu servidor ou verificando o site do fornecedor.
  • Atualização frequente: não espere até que seja tarde demais. Faça as atualizações o mais rápido possível – mas depois de testá-las.

Conclusão sobre como proteger seu servidor de ataques cibernéticos

Se você implementar as dicas que citamos acima, poderá proteger seu servidor de ataques cibernéticos. E proteger seu servidor significa maior segurança para seu negócio, sua organização e os dados de seus clientes. 

Nenhuma profissional de segurança poderá oferecer garantias a você. Isso porque, mesmo com os recursos disponíveis, os hackers sempre estarão em busca de novas formas de fazer invasões cibernéticas. 

Esperamos que tenha gostado das nossas dicas e caso tenha dúvidas sobre como implementá-las, fale com sua equipe de tecnologia – ou algum outro profissional – para que o risco de possíveis ataques cibernéticos realmente sejam minimizados!

Escreva um comentário

Share This