A pandemia do novo Coronavírus mostrou a necessidade que as empresas têm de implantar uma política de mobilidade corporativa. Mas, para isso é fundamental permitir o uso de equipamentos pessoais para colaboradores dentro da organização.

Também seria possível adquirir todos os dispositivos necessários. Porém, nesse caso, o custo da mobilidade e do home office acabaria ficando muito pesado, o que não é o ideal. Além disso, cada colaborador já tem expertise em lidar com seu próprio equipamento, reduzindo curvas de aprendizado.

Neste post, queremos mostrar para você como implementar o home office e a mobilidade corporativa com o uso dos equipamentos pessoais de cada colaborador, as vantagens disso e quais os cuidados a serem tomados. Boa leitura!

A mobilidade corporativa

Empresas que já promoviam uma política de mobilidade corporativa, ou seja, já possibilitam o trabalho de qualquer local por meio de tecnologias como cloud computing, saíram na frente nesse momento em que o home office se faz necessário.

Geralmente, dentro dessas organizações já contamos com uma política clara de BYOD, Bring Your Own Device, ou seja, cada colaborador já poderia ou fazia uso de seus próprios dispositivos para a realização de suas atividades.

Esse modelo é capaz de reduzir os custos de aquisição de equipamentos das empresas, ao mesmo tempo em que possibilita mais agilidade e produtividade. Visto que que cada colaborador tem conhecimento acerca do funcionamento de seus dispositivos.

O maior desafio para quem presta serviços gerenciados de TI é a gestão de todo esse novo ambiente. Esta que por sua vez, não conta apenas com as máquinas da empresa, que contém uma proteção maior e está em uma rede fechada, mas que é formado de dispositivos que podem se conectar em qualquer lugar, estando expostos.

A mobilidade corporativa, ou seja, a capacidade de permitir que as atividades sejam realizadas de qualquer local, pode trazer muitas vantagens. Principalmente, no momento atual, contudo, é preciso que fiquemos atentos.

Além disso, os colaboradores que desejam atuar em home office precisam contar com uma série de equipamentos que era disponibilizado no ambiente da empresa. Mas, que deverão adquirir para realizar suas atividades com a máxima produtividade em casa.

Os equipamentos pessoais para colaboradores

Separamos um conjunto básico de equipamentos pessoais que um colaborador deve ter para realizar todas as suas atividades em casa com o máximo de segurança e agilidade. Vamos a eles!

Computador

Um dos principais itens e do qual o restante depende é o computador, podendo ser um modelo desktop ou até mesmo um notebook. Independentemente de qual a escolha, o ideal é que tenha boa capacidade de armazenamento, um processador adequado e placas de vídeo e som.

As capacidades necessárias de processador e memória vão depender muito do tipo de trabalho realizado pelo colaborador. Por exemplo, um designer, que lida com atividades gráficas, precisa de uma máquina potente. Entretanto, quem trabalha com sistemas web, preenchendo e consumindo informação, não tem uma demanda tão alta.

Smartphone ou Tablet

Um acessório que já faz parte de nossas vidas e que os colaboradores podem utilizar em suas atividades diárias no home office é o smartphone, sendo possível também a aplicação do tablet.

Esses dispositivos não substituem de modo algum o computador. Mas, podem auxiliar na realização das tarefas. Por exemplo, para a marcação de compromissos e prazos, seja realizações de videoconferências e para a troca de mensagens. Não é indispensável, mas pode ser interessante contar com um bom smartphone.

Roteador

Para realizar as atividades em casa é crucial contar com um sinal de internet decente, que permita a troca de informações de forma rápida na rede e garanta a produtividade esperada no trabalho em modelo de home office.

Quem busca realizar suas atividades em casa não pode contar apenas com uma conexão 4G ou utilizar-se de um modem ultrapassado. Afinal, atividades como videoconferências podem exigir uma maior velocidade e qualidade de sinal.

Já existem modelos modernos de roteador padrão AC que utilizam uma frequência de 5Ghz. Dessa forma, melhorando o sinal e garantindo uma conexão muito mais estável. Dessa forma, caso o colaborador utilize um notebook, ele poderá ter sinal em todos os cômodos do local em que está trabalhando.

Uma opção interessante para quem se utiliza de um lugar fixo de trabalho. Por exemplo, como uma escrivaninha, é a utilização de um ponto de rede cabeada, saindo do roteador e plugando no computador. Dessa forma, melhorando ainda mais a conexão e reduzindo interferências.

Microfone e fone de ouvido

A qualidade das reuniões está ligada diretamente à qualidade do áudio. Por conta disso, se faz também indispensável a aquisição de um microfone adequado e fones de ouvido para evitar falhas de comunicação e interrupções.

Como o colaborador está em casa, na maioria dos casos não é um local adequado e sem interferências, como uma sala de reunião. Por conta disso, equipamentos como esses podem auxiliar a clarear o áudio e melhorar a comunicação. Muitos desses dispositivos são plug and play, não demandam de configuração, basta plugá-los na máquina.

Câmera

No home office, a maioria das reuniões é realizada por videochamada, o que significa que é preciso contar com uma câmera para realizar essa atividade. Caso o colaborador utilize um notebook, é possível que ele já conte com o dispositivo integrado.

No entanto, nem sempre as câmeras embutidas são adequadas, tendo baixa qualidade. Uma solução é a aquisição de uma webcam mais potente, capaz de transmitir uma imagem mais clara. A maioria desses dispositivos também é plug and play, sem a necessidade de configuração.

Nobreak

Por fim, um item que pode ser muito interessante é o Nobreak. Eles não é indispensável para o home office, porém, a sua utilização pode garantir uma vida útil muito maior dos demais dispositivos. Visto vez que ele impede que oscilações de energia os atinjam, regulando a tensão.

Além disso, o Nobreak também conta com baterias internas que evitam o desligamento imediato dos dispositivos no caso de queda de energia. Isso permite salvar todo o trabalho antes de desligar os aparelhos com segurança.

A importância de contar com bons equipamentos

Trabalhar em home office é um desafio e uma novidade para muitos colaboradores em nosso país hoje. Sendo que contar com bons equipamentos pode reduzir essa curva de adaptação. Dessa forma, garantindo que eles possam alcançar uma maior produtividade mais rápido.

É papel do MSP apoiar as empresas no incentivo ao uso de equipamentos pessoais para colaboradores. Desse modo, garantindo assim um menor custo para implantação do home office em seus clientes. Logo, dando todo o suporte necessário para alcançar esse objetivo.

Fique por dentro de nossos posts seguindo nossas redes sociais! Estamos presentes no Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube!

Luís Montanari
Autor

Especialista em Marketing e Vendas para Empresas de TI e MSPs. Sou pai da Helenna e da Cecília, Comunicólogo, Marketeiro e Vendedor. Além de um profundo apaixonado por tecnologias e boas cervejas. Tenho mais de 10 anos de experiencia em vendas e gestão de pessoas, sendo os últimos 8 dedicados ao mercado de Tecnologia e Serviços de TI. Ao longo dos últimos anos, me especializei no mercado MSP e ajudei dezenas de empresas à redesenharem seus serviços e suas ofertas. Atuo como líder dos times de Marketing, Pré-vendas e Vendas da ADDEE SolarWinds MSP, trabalhando para transformar Empresas de Suporte em verdadeiros MSPs! #SaaS #InsideSales #Inbound #Sales #Marketing #RMM #Backup #Gestão #SPIN #BANT #B2B #MSPsummit #souMSP #TransformacaoDigital

Escreva um comentário

Share This