Muito mais do que um simples mapeamento de equipamentos e licenças, o inventário de rede registra de forma continua todos os componentes que fazem parte da infraestrutura de tecnologia. Inclusive, o que não pensamos de imediato. 

Com ele, é possível garantir a segurança dos dados do negócio e o correto uso de licenças de uso que podem ser foco de fiscalizações e acarretar multas caras se estiverem em desacordo com as normas do acordo realizado.

O responsável pela rede também pode estimar a extensão dos impactos que qualquer modificação na infraestrutura atual possa causar e como se preparar para elas. Mas, mais do que isso, o inventário de rede pode gerar negócios, o que nem todas as prestadoras de serviço de gestão de TI estabelecem como foco.

Quer entender como ele pode gerar mais resultados para a empresa e sua importância para o sucesso dos seus clientes? Acompanhe.

Como funciona um inventário de rede?

O inventário de rede pode ser considerado uma parte daquele executado para gerir a infraestrutura completa de TI de um cliente.

Ele não pode ser feito manualmente, pois dessa forma não garante a atualização constante das informações, o ideal é utilizar uma solução automatizada de coleta das informações básicas para isso, pois assim o processo se torna mais seguro.

No inventário, devem constar informações como:

  • quantidade de máquinas na rede, como servidores, desktops, notebooks, tablets e até mesmo smartphones;
  • relação completa de softwares instalados em cada uma das máquinas;
  • infraestrutura em geral, como nobreaks, switches, roteadores etc.

Quanto mais completo for o registro do inventário, mais estratégico ele será para a gestão de TI.

Para complementar a sua gestão, um relatório de modificações pode identificar comportamentos de uso que afetem a composição da rede, mesmo que momentaneamente. Uso de pendrives, instalação ou retirada de softwares sem notificação da gestora da TI são alguns exemplos.

Quais são os benefícios de inventariar?

Como todos os processos da área de TI, o inventário de rede precisa ser regularmente praticado, principalmente no que tange às modificações. Isso traz uma série de benefícios de controle e também para o cliente:

Validação eficiente e ágil dos dispositivos

Ter registros de equipamentos e de tudo o que está instalado nele permite que a validação nas dependências da empresa de um cliente, por exemplo, seja muito mais rápida. Isso é essencial, por exemplo, para efetuar renovações, upgradings e demais suportes que eventualmente são demandados.

Em uma eventual fiscalização, saber onde cada equipamento está, quem é o usuário principal e tudo o que está instalado nele permite finalizar tal processo muito mais rapidamente.

Confiabilidade e segurança das informações

Ter uma informação completa da rede e máquinas associadas também garante que o responsável saiba quais são as fragilidades.

Equipamentos com sistemas operacionais defasados, por exemplo, podem diminuir a barreira de segurança contra atos maliciosos ou formar gargalos na rede que comprometam o desempenho geral da infraestrutura.

Otimização do desempenho da infraestrutura

Identificando tais pontos que enfraquecem a infraestrutura, sugerir e justificar a adoção de soluções de expansão, upgradings de softwares ou até mesmo a troca de equipamentos é muito mais simples.

Os clientes entenderão a importância de investir na melhoria de seus parques tecnológicos, o que, por consequência, gerará mais negócios para a empresa responsável pela TI.

Em outros casos, o cliente pode não ter um problema latente de segurança ou de desempenho, mas com o inventário de rede bem elaborado será possível identificar, por exemplo, que o aumento de memória de um equipamento pode gerar um ganho de velocidade.

Se ele estiver expandindo suas operações em seu mercado, o investimento fará muito sentido para ele, o que gerará a necessidade de um orçamento para tal.

Além dos ganhos diretos com a sugestão de melhoria, também ficará evidente para o cliente que a empresa é autoridade no assunto e se preocupa com seu sucesso e satisfação.

Compartilhamento de dados para outras funções da área de TI

As informações colhidas e atualizadas regularmente podem ser aproveitadas para otimizar outros serviços comuns da área de tecnologia da informação, como help desk.

Ao utilizar o sistema da ADDEE, por exemplo, o responsável pelo help desk terá todas as informações do equipamento quando estiver dando suporte para um usuário. Se o problema relatado for a impossibilidade de utilizar o Google Chrome, por exemplo, dados como qual a versão do Windows instalado, processador e memória RAM do equipamento poderão ser úteis em sua resolução.

Manutenção de desempenho e capacidade de planejamento

Com todas as informações do inventário, o controle do desempenho das máquinas, o vencimento de licenças e os demais pontos de atenção da rede são muito mais fáceis de ser realizados.

Além disso, caso o cliente relate uma necessidade de crescimento da operação, um diagnóstico mais preciso e de acordo com as especificações pode ser elaborado.

É o caso de um cliente que queira aumentar sua rede de filiais de um escritório de advocacia, por exemplo. Além da compra de equipamentos e instalações, será preciso contratar mais licenças ou aumentar o número de usuários com permissão de acesso em determinados sistemas, assim como aumentar a capacidade de processadores e servidores. Tudo isso poderá ser realizado com mais precisão se o inventário de rede estiver em dia.

Garantir que a infraestrutura e a rede dos clientes tenham boa performance, segurança e escalabilidade, ou seja, sejam relevantes para suas atividades atuais e estejam prontas para seu crescimento, é o esperado para empresas que prestam serviços de gestão de TI.

Isso garante que os clientes possam focar seus planejamentos e conquistar melhores resultados em seus mercados de atuação. O bom relacionamento e o acompanhamento do sucesso também são primordiais.

Nesse sentido, realizar o inventário de rede dos clientes com o software da ADDEE atende não só as funcionalidades básicas, como também traz para a gestão soluções de automação e análise de performance da infraestrutura.

Além disso, é uma ferramenta completa, que gerencia outros serviços e processos da gestão de TI como o service desk, garantindo assim que as informações colhidas no inventário e geradas no atendimento de tickets de suporte possam se complementar.

Quer conhecer esses e os demais diferenciais de otimização para gestão de TI que a ADDEE oferece? Converse agora mesmo com os nossos especialistas.

Sua empresa ou os clientes que acompanha já viveram algum problema com a falta de clareza e conciliação entre Help Desk e Service Desk? Compartilhe sua experiência nos comentários, contando qual foi a solução adotada e seus resultados.

Rodrigo Gazola
Autor

Com muitos anos de experiencia em TI, trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana, dá aula sobre excelência em workaholic. Apesar de ser especialista em MSP, adora quando o assunto é backup. Rodrigo esbanja bom humor (diz a lenda que seu segredo é cerveja, churrasco e Rock'N'Roll) e é o mais ativo daqui, já até pensou em rodar o mundo em cima da sua bike.

Escreva um comentário

Share This