Segurança da informação: entenda como identificar as deficiências na infraestrutura de TI

Veja quais erros podem comprometer os dados dos seus clientes

segurança da informação

Sem dúvida, um dos grandes desafios dos MSPs atualmente é identificar as deficiências na infraestrutura de TI. Para isso, é necessário realizar uma avaliação completa do ambiente, incluindo a análise da capacidade de armazenamento, segurança de dados, atualizações de software e hardware, backup e recuperação de desastres e monitoramento e gerenciamento proativo.

Aliás, é possível realizar essa avaliação por meio de ferramentas de monitoramento, análise de logs, testes de desempenho e segurança, além de pesquisas e entrevistas com usuários e profissionais de TI.

Ao longo deste post, vamos falar um pouco mais sobre os principais pontos básicos dentro de uma infraestrutura de TI, que devem ser contemplados para garantir a eficiência e a proteção de seus clientes.

Quer saber mais sobre o tema?

Então, acompanhe a leitura e confira as informações!

Qual a importância da análise da infraestrutura para a segurança da informação?

De fato, a tecnologia deixou de ser apenas um ponto de apoio dentro das empresas para se tornar fundamental a elas. Aliás, hoje, é difícil imaginar alguns mercados, como o financeiro, por exemplo, sem a aplicação de TI.

Com isso, surge uma grande chance para os prestadores de serviços, uma vez que boa parte das empresas não têm condições técnicas de criar e gerir as infraestruturas de TI por si só e demandam de expertise.

Mas, dentro da demanda, alguns pontos são negligenciados por parte de clientes e de prestadores de serviços, que podem trazer muitas dores de cabeça para ambos os lados.

A grande dependência da tecnologia torna as empresas reféns de seus dados. Além disso, uma falha pode causar prejuízos e levar, até mesmo, à falência de um negócio.

Por isso, a análise de infraestrutura, buscando por brechas, problemas ou por falta de atualizações é tão importante dentro do âmbito dos prestadores de serviço. Pois, ajudam a garantir a segurança da informação.

Principais falhas de segurança da informação nas empresas

Para começar, antes de te ajudar a identificar as maiores deficiências, vamos mostrar quais são as falhas mais comuns de segurança da informação nos negócios dos seus clientes.

Existem alguns cuidados, como: treinar e instruir bem a equipe, e não permitir o download de aplicações inseguras, o que ajuda a garantir mais proteção para os dados das empresas que você atende. Para isso, é fundamental eliminar alguns erros. Veja alguns deles:

Falta de políticas de prevenção

A falta de políticas de prevenção de TI nas empresas pode ter graves consequências para a segurança dos dados e sistemas de informação. Elas são importantes porque ajudam a proteger as informações críticas da organização e a reduzir o risco de violações de segurança, como roubo de dados, ataques de malware e outras ameaças cibernéticas.

Infelizmente, muitas empresas ainda não adotam medidas adequadas para proteger seus sistemas de informação, seja por falta de conhecimento, orçamento ou simplesmente por não acreditarem que seu negócio é um alvo em potencial. Isso é particularmente preocupante porque, à medida que mais empresas armazenam informações sensíveis online, o risco de ataques cibernéticos aumenta.

Sem dúvida, ter uma política de segurança é uma ação que pode guiar a empresa para prevenir e resolver os problemas, através do detalhamento de serviços e cuidados que podem fazer a diferença na segurança da informação.

Mas, caso você ainda não tenha estabelecido um planejamento para o seu cliente, pode enfrentar alguns problemas em um futuro breve, principalmente por conta da dificuldade de identificar perigos e trabalhar de forma preventiva.

Ausência de controle de acesso

A ausência de controle de acesso em uma empresa pode levar a uma série de problemas de segurança de informações e sistemas. Ele refere-se à capacidade de gerenciar quem pode acessar quais informações e recursos dentro da empresa.

Sem um controle de acesso adequado, as informações confidenciais da empresa podem ser facilmente acessadas por pessoas não autorizadas, o que pode levar a violações de segurança, roubo de dados, perda de dados e outros problemas. Além disso, pode permitir que os colaboradores acessem informações ou recursos que não são relevantes para suas funções, o que pode levar a perda de tempo e produtividade.

Para evitar a ausência de controle de acesso, as empresas precisam adotar medidas de segurança adequadas para proteger suas informações e sistemas. Isso inclui a implementação de sistemas de autenticação forte, como senhas seguras, autenticação multifator e biometria, que podem ajudar a garantir que apenas usuários autorizados tenham acesso às informações e recursos da empresa.

De fato, quando as empresas contam com muitos funcionários usando o mesmo acesso e não gerenciam isso de forma adequada, alguns problemas podem ser causados. 

Então, para evitar que ocorra o vazamento de dados importantes, é fundamental controlar o acesso, definindo quem pode obter as informações e quais delas podem estar disponíveis.

Desse modo, a empresa consegue saber quem acessa os dados, reduzindo a chance de perder arquivos estratégicos e essenciais.

Backup não realizado ou inadequado

Por fim, entre os erros que podem causar problemas de segurança da informação nas empresas que você atende, está a falta ou a realização errada de backup.

Em nosso blog, temos um texto que mostra as boas práticas do serviço e explica qual o melhor jeito de realizá-lo.

Mas, de um modo geral, é preciso entender que, não fazer backup expõe o negócio do cliente a um enorme risco.

A falta de proteção de dados pode ter consequências graves e até mesmo catastróficas para essas empresas. Os backups são essenciais para garantir a segurança e a disponibilidade dos dados, e sem eles, você corre o risco de perder informações críticas e importantes para os negócios que atende.

Os perigos de não fazer backups adequados incluem:

Perda de dados críticos

A perda de dados pode ocorrer devido a falhas de hardware, ataques de malware, erro humano ou desastres naturais. Sem um backup adequado, as empresas podem perder informações críticas que são necessárias para operações diárias ou para atender as obrigações legais.

Interrupção de negócios

Pode resultar em interrupções de negócios, levando a perda de produtividade e receita. As empresas podem ter que lidar com a impossibilidade de acessar informações críticas, e isso pode impedir que as operações normais da empresa continuem.

Prejuízo à reputação

Podem surgir, também, problemas de segurança, o que pode prejudicar a reputação da empresa. Dessa forma, os clientes que você atende podem ter problemas com reputação e credibilidade, assim, você terá que lidar com a perda de confiança de seus parceiros, e isso pode ser difícil de recuperar.

Prejuízos financeiros

A perda de dados pode levar a prejuízos financeiros significativos. Sua recuperação pode ser cara e demorada, e as empresas podem ter que lidar com multas e outras penalidades financeiras se não conseguirem proteger adequadamente as informações críticas de seus clientes.

Para evitar os perigos de não fazer backups adequados, é importante implementar uma política de backup que comtemple testes de restauração de dados para garantir, além de verificações, que os jobs de backups estão sendo realizados corretamente. As empresas que você atende também devem contar com medidas de segurança adequadas para proteger os backups, como criptografia e armazenamento em locais seguros.

Como funciona a identificação das deficiências em segurança da informação?

A forma ideal de aplicação de segurança da informação, é usando uma abordagem em camadas. Onde uma completa a outra, dificultando a entrada de pessoas sem acesso.

O primeiro passo para isso, é fazer uma análise completa de todas as deficiências na infraestrutura de TI do seu cliente. Ou seja, verificar as rotinas, como: o backup, as atualizações, utilização de e-mail e navegação na rede.

Além disso, a realização de um inventário completo, com todos os ativos de TI existentes dentro do ambiente de seu cliente, também, é necessária, já que permite ter um controle total sobre todos os ativos.

Um dos principais erros na hora de montar um ambiente seguro, é que muitos MSPs não têm controle sobre a infraestrutura de TI como um todo, quando, por exemplo, assumem um novo cliente.

Desse modo, é comum se deparar com ambientes que não funcionam bem em conjunto ou não são dimensionados para a demanda do contratante.

Então, é preciso ter em mente que nem todas as soluções podem trabalhar bem juntas e que uma pode derrubar a outra. Dessa forma, criando a chamada quebra de segurança, uma das principais brechas utilizadas por hackers.

Por isso, o monitoramento constante de toda a TI de seus clientes é fundamental. Pois, permite a identificação de vulnerabilidades e incidentes, permitindo a rápida ação.

Ao realizar uma análise completa, é possível ver quais são as maiores deficiências dentro do ambiente de TI de seu cliente e criar um plano de segurança para eliminá-las.

Quais são os itens básicos dentro da infraestrutura, que precisam ser contemplados?

Mesmo que o modelo de Serviços Gerenciados de TI seja uma evolução do break-fix, alguns pontos não podem ser ignorados. Confira os principais a seguir:

[SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO] Como identificar as deficiências na infraestrutura de TI

Backup

Para começar, a rotina de criação de cópias de segurança e sua restauração, são fundamentais para a continuidade dos negócios de seus clientes, caso algum dano grave ocorra. Por isso, devem receber a máxima atenção sempre.

Fazer backups regulares é essencial para a segurança e disponibilidade das informações críticas de uma empresa. Sem eles, os seus clientes correm o risco de perder dados importantes, o que pode levar a problemas graves, incluindo interrupções de negócios, perda de produtividade e prejuízos financeiros.

Inventário

O inventário permite uma visão ampla de todo o ambiente de TI do cliente e seus ativos. Desse modo, garante o controle total sobre todas as variáveis existentes.

Eles são essenciais para as empresas porque fornecem uma visão completa e precisa dos ativos de tecnologia da informação da organização. Um inventário de TI é uma lista detalhada dos equipamentos de hardware, softwares, licenças e outros componentes de tecnologia de informação que a empresa possui.

Antivírus

O antivírus é um software de detecção de ameaça que realiza uma varredura completa em sistemas e arquivos, em busca de qualquer item suspeito. Além disso, versões completas, também, podem ser programadas para realizar buscas a cada período de tempo.

Ele é uma ferramenta de segurança fundamental para as empresas, independentemente do tamanho ou setor em que operam. O antivírus é projetado para detectar, prevenir e remover softwares maliciosos que podem prejudicar os sistemas de TI e a rede da empresa dos clientes que você atende.

Monitoramento

Ferramentas de monitoramento remoto no ambiente de TI de seu cliente são essenciais para manter uma postura proativa. Dessa forma, elas ajudam a identificar problemas antes que eles causem qualquer dano.

Elas também podem ajudar a aumentar a eficiência dos seus serviços prestados, permitindo respostas mais ágeis a problemas e manutenções preventivas em tempo hábil. Isso acaba levando a uma maior satisfação dos seus clientes, pois, você estará fornecendo soluções mais rápidas e eficazes.

Firewall

Um dos principais pontos de segurança de uma empresa, e a primeira barreira contra ataques, essa solução, podendo ser implementada em softwares e hardwares, é muitas vezes negligenciada. E isso pode trazer muitos prejuízos. Hoje, existem opções criadas especificamente para as pequenas e médias empresas.

Um firewall é uma das peças mais importantes de uma infraestrutura de TI, pois, desempenha um papel fundamental na proteção dos sistemas de rede e dos dados da empresa contra ameaças cibernéticas. Ele atua como um guardião, bloqueando tráfego malicioso e permitindo apenas o tráfego autorizado a passar pelos sistemas de rede.

Navegação

Muitos malwares são instalados nas máquinas por conta de um mau controle de navegação, permitindo que qualquer site seja acessado e os arquivos não confiáveis sejam instalados.

Patch

As atualizações garantem a segurança da informação, sendo que muitos patches são lançados para a correção de brechas. Contudo, é preciso ver, também, qual a versão correta de cada software para os atuais sistemas do cliente.

Os patches ajudam a corrigir vulnerabilidades de segurança em sistemas operacionais, aplicativos e outros componentes de TI. Isso ajuda a proteger a infraestrutura dos seus clientes contra ataques cibernéticos, como malware, ransomware, phishing e outras ameaças.

Além disso, também podem melhorar o desempenho dos sistemas de TI, corrigindo problemas de compatibilidade e erros de programação. Isso ajuda a garantir que a operação esteja funcionando de maneira eficiente e confiável.

Wireless

Mesmo que seja inserida uma senha nos roteadores de seus clientes, isso não basta para proteger os dados que circulam nas redes sem fio. Pois, ela pode estar ligada diretamente à rede principal da empresa, dando acesso aos dados sensíveis. Desse modo, é preciso implementá-la de forma independente.

AD

O controle de acesso é outro ponto muito importante dentro de uma infraestrutura de TI. Pois, ele garante que cada usuário dentro dos sistemas terá um acesso limitado. Dessa forma, mesmo que alguém tenha uma senha, não poderá ver todos os dados, pois estão compartimentados.

E-mail e SPAM

O controle do recebimento de SPAM nos e-mails do cliente é uma boa forma de controle e segurança. Pois, ele impede os principais ataques baseados em phishing.

Os e-mails de spam podem conter links maliciosos, anexos infectados ou phishing que visam roubar informações pessoais e financeiras dos usuários. Controlar o recebimento de spam ajuda a evitar esses tipos de ameaças e proteger a segurança dos seus clientes.

O recebimento de spam pode distrair os colaboradores e diminuir sua produtividade, além de consumir recursos de TI desnecessários. Controlar esse recebimento ajuda a garantir que a equipe do seu cliente esteja se concentrando em suas tarefas e maximizando sua eficiência.

Além disso, esse tipo de e-mail pode prejudicar a reputação da empresa dos seus clientes, já que os seus parceiros podem considerar aquela organização pouco profissional se estiverem recebendo e-mails indesejados ou de conteúdo inadequado. Controlar o recebimento de spam ajuda a manter a reputação da empresa intacta.

Padronização SO

Deve-se buscar ao máximo a padronização do sistema operacional usado pelo seu cliente. Assim, é possível evitar a criação de vários ambientes diferentes. Isso garante a chance do MSP aumentar ao máximo a automação, a produtividade e a segurança do seu ambiente de TI.

Rede

A infraestrutura de rede, os pontos de acesso e os demais itens que compõem todo o ambiente, demandam monitoramento constante. Com isso, é possível garantir mais segurança, desempenho e confiabilidade.

Todos os itens citados ao longo do texto podem ser monitorados de forma direta ou indireta, por meio de um sistema de monitoramento e gerenciamento remoto, como o RMM da N-able

Por meio da ferramenta, é possível fazer o monitoramento de máquinas e ativos de TI, criar e gerenciar inventários, manter filtros de navegação, realizar a gestão de backup e recuperação de desastres, entre outras ações.

O controle eficiente de toda a infraestrutura de TI de seus clientes é fundamental para manter a segurança da informação e evitar que eles percam dados ou sejam prejudicados por problemas ligados a isso.

Gostou do nosso artigo e se interessou pelo tema?

Então, entre em contato conosco agora mesmo para descobrir outros benefícios de um RMM para os seus serviços como MSP!

Autor: Rodrigo Gazola

Especialista no mercado de prestação de serviços em TI, é considerado um pioneiro no modelo de Serviços Gerenciados (MSP) no Brasil. Apesar de possuir amplo conhecimento no modelo e no mercado MSP, seu verdadeiro fascínio está no universo do Backup, Backup, Backup! Com formação acadêmica em Eletrônica, Gestão em TI e um MBA em TrendsInnovation, demonstra paixão pelo que faz e nunca se cansa quando se trata de trabalho e aprendizado. Muitos dizem que o segredo do seu equilíbrio está nos 4 "B"s que adotou há algum tempo: Beer, Bike, Barbecue e Backup.

2 comentários em “Segurança da informação: entenda como identificar as deficiências na infraestrutura de TI”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sair da versão mobile